Traqueostomia – uma via aérea artificial

🇵🇹 Versão portuguesa

🇬🇧 English version here

A traqueostomia é uma abertura / incisão artificial através do pescoço até a traqueia, geralmente entre o 2º e o 4º anéis traqueais, permitindo a abertura da via aérea e auxiliando na respiração.

Essa abertura pode ser temporária ou permanente, dependendo da condição do paciente. O procedimento pode ser feito:

  • no bloco operatório (por cirurgiões);
  • no leito da cama do paciente (muito comum em Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) por médicos intensivistas usando abordagem de traqueostomia percutânea);
  • em situações de emergência.

A anestesia pode ser usada antes do procedimento.

(nota: durante este documento a abordagem cirúrgica é discutida, mas o resto da informação também é relevante para quando traqueostomia percutânea é realizada)

Anatomia do Tubo traqueal:

  1. Flange do pescoço (A) – onde os laços ou suturas são conectados para fixar o tubo no lugar; o tipo e as dimensões do tubo também são indicados aqui.
  2. Cânula externa (B) – é o corpo principal do tubo traqueal que é inserido na traqueia. Nota: os tubos de cânula única têm apenas esta cânula, no entanto, tubos de cânulas duplas também possuem uma cânula interna.
  3. Cânula interna (C) – uma cânula que é inserida dentro da cânula externa e pode ser removida para limpeza ou se o tubo estiver ocluído, ajudando a controlar as obstruções causadas pelas secreções.
  4. Cuff (D) – está presente em alguns tubos para fornecer uma selagem (permitindo a ventilação com pressão positiva); para oferecer uma protecção limitada às vias aéreas contra a aspiração (caso o paciente vomite); e para ajudar a controlar alguma hemorragia. Nota: O balão piloto (E) indica se há ou não ar no cuff.
  5. Obturator (F) – é usado para auxiliar com a inserção do tubo de traqueostomia e tem uma ponta arredondada para evitar dano tecidular. No momento da inserção, a cânula interna não está inserida dentro do tubo, mas depois de inserir o tubo traqueal, o obturador é removido da cânula externa e substituído pela cânula interna, caso seja aplicável.

trach tube anatomy new

Caixa de Emergência de Traqueostomia  – foi criada para incluir o equipamento necessário em caso de decanulação acidental ou para uma troca de tubo urgente. Deve acompanhar o paciente em todos os momentos e deve conter APENAS o seguinte:

  1. Tubo traqueal sobressalente (do mesmo tamanho e marca),
  2. Tubo traqueal mais pequeno (meio tamanho abaixo – em caso das crianças,  e um tamanho abaixo – em caso dos adultos);
  3. Sonda de aspiração traqueal (de tamanho apropriado);
  4. Lubrificante (à base de água);
  5. Tesoura (com pontas redondas);
  6. Laços traqueais sobressalentes;
  7. Dilatador da Traqueia (dependendo da política do hospital – algumas instituições não usam)

This slideshow requires JavaScript.

Anotações importantes:

Sonda de aspiração:

Antes de inserir o tubo traqueal, a equipa cirúrgica deve medir o comprimento da sucção, para assegurar que, ao aspirar, a ponta da sonda não ultrapassa a extremidade do tubo traqueal;

Qual o tamanho apropriado da sonda de aspiração? Algumas instituições usam como orientação o tamanho do tubo traqueal e multiplicam por dois (por exemplo, tubo traqueal 3,5  = sonda de aspiração nº 7).

Por outro lado, Tracheostomy.org defende um guia criado por Odell e outros (1993), em que:

(Tamanho do tubo traqueal – 2) x 2 = tamanho apropriado da sonda de aspiração

(por exemplo, tubo traqueal 8 = sonda de aspiracao nº 12)

Qualquer que seja o guia usado, o diâmetro da sonda de aspiração não deve ser maior que a metade do diâmetro interno do tubo traqueal, a fim de permitir que o paciente respire durante a aspiração de secreções.

As sondas de aspiração que são muito grandes podem causar hipóxia durante o procedimento de aspiração de secreções, e aqueles que são muito pequenas podem não ser eficazes na remoção das mesmas.

Como apertar a traqueostomia?

Um tubo de traqueostomia é mantido no lugar com laços ao redor do pescoço, e isso é fundamental para manter a segurança das vias aéreas.

As fitas devem ser apertadas o suficiente para suportar o tubo, considerando que NÃO DEVEM ficar:

  • muito soltas provocando a decanulaçao do tubo;
  • muito apertado provocando escoriação da pele circundante

Só deve ser possível deslizar um dedo confortavelmente entre os laços e o pescoço do paciente.

Velcro vs Fitas de algodão:

Os laços de traqueostomia podem ser feitos de velcro ou algodão; no entanto, os tipos de velcro estão associados a uma taxa mais alta de decanulação acidental, pois eles desfazem-se mais facilmente quando comparadas com as de algodão, que são fitas amarradas à mão.

Sinais de traqueostomia (usados em UK, na ala de enfermaria do paciente):

Atenção: se a traqueostomia for realizada no bloco operatório, a equipa deve enviar o estes cartões de traqueostomia juntamente com os pacientes de volta para a enfermaria.

Como realizar a traqueostomia (abordagem cirúrgica aberta): passo-a-passo

Complicações Pós-Inserção de Traqueostomia:

  • Imediatamente: obstrução devido a secreções, coágulos ou cuff; deslocamento do tubo; e hemorragia;
  • Depois de 36h: infecção pulmonar; Infecção da ferida; e ulceração da mucosa

Atendimento de emergência ao paciente com traqueostomia – O que fazer? Veja os algoritmos usados em UK

Em pediatria: emergency paediatric tracheostomy management

Em adultos: patent airway algorithm – adult

Para referências de normas portuguesas, consulte o livro Manual de Enfermagem – Procedimentos Técnicos (2011) – Norma: 2.7.2 Manutencao da Traqueostomia

References:

GOSH – Tracheostomy care and management

Tracheostomy Org – everything about Tracheostomies

Cleveland Clinic – Tracheostomy Care

Salisbury NHS Hospital – General principles and equipment required to safely manage a patient with a tracheostomy tube

Trachs.com – Parts of a Trach tube

Critical Care Airway Managment Course – Tracheostomy

Advertisements

Author: Sofia Gonçalves

...dreaming about creativity :)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s